Uma playlist que foi se desdobrando em uma transformação sobre o olhar dos fatos relacionados ao racismo:

Tudo começou em ouvindo um podcast sobre estereótipos negros na literatura e no cinema, e segue hoje na incrível leitura de Americanah da Chimamanda Ngozi Adichie. Um caminho transformador para guardar em 2017.

PODCAST – 30:MIN #181 – Estereótipos Femininos Negros – ela pode ser aquela mamãe que cria filhos dos brancos, ou possuir a “tal força e personalidade forte”. Ao final, a maioria das personagens femininas negras estão dentro desses 3 estereótipos.

PODCAST – 30:MIN #182 – Estereótipos Masculinos Negros – e foi aí que Morgan Freeman fez sentido

PODCAST – CabulosoCast #204A – Literaturas Africanas e Afro-Brasileiras – aprendendo sobre afrocentricidade, sequestro dos africanos e tomando consciência de que os autores africanos que já li são brancos.

LINK – Maria Firmina dos Reis – primeira autora mulher a publicar um livro no Brasil, esquecida até na academia. Por ser negra? Será?

FILME – Corra (Get Out) – utilização do gênero de horror para abordar o racismo velado. (post do site)

POESIA – Não vou mais lavar os pratos da Cristine Sobral

SÉRIE – People vs OJ Simpson – O julgamento de O.J. Simpson. Ex-jogador de Futebol Americano, Orenthal James foi acusado em 1994 de assassinar a esposa, Nicole Brown, e o amigo Ronald Goldman. Contado através da perspectiva dos advogados que conduziram o caso, a série explorara os acordos feitos de maneira informal e as manobras políticas conduzidas por ambos os lados envolvidos.

PODCAST – CabulosoCast #204B – Literaturas Africanas e Afro-Brasileiras – percebendo as repercussões de textos a depender da cor de quem escreve

POST – Na polêmica sobre turbantes, é a branquitude que não quer assumir seu racismo – Ana Maria Gonçalves

POST – De uma branca para outra – Eliane Brum

SÉRIE – Cara Gente Branca –  As mais refinadas faculdades americanas podem representar uma enorme carga de stress para seus alunos. Tensões sociais, a pressão acadêmica e o medo que vem com a chegada à idade adulta podem ser aterrorizantes. Pior que isso, só se você for um afro-americano, tendo que lidar com os alunos majoritariamente brancos e os estigmas associados a você pela sociedade.

SITE – Geledés, instituto da mulher negra

LIVRARIA – INALIVROS

 


Crédito das Imagens:

  1. Salvador Dalí – https://br.pinterest.com/pin/316096467578957806/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *